A piloto Bia Figueiredo, que está em suas últimas semanas de gravidez, por conta disso fora das pistas, nesta semana viu seu nome envolvido em um escândalo de corrupção relacionado com a saúde do Rio de Janeiro, além do sogro (Juracy Batista de Souza Filho) e do marido (Fabio Figueiredo Andrade de Souza) presos durante a operação Pagão, solicitada pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro.

No inquérito, Bia Figueiredo é citada, pois em 2012, quando era namorada de Fabio, fundou a BTrês Produção de Eventos Esportivos e Culturais. A empresa OS, do sogro, depositou milhões para a empresa de Bia, que segundo o MP, trata-se de lavagem do dinheiro desviado da OS. Segundo o MP, parte da carreira da piloto teria sido bancada com os recursos desviados .

Bia afirmou que não tem detalhes do processo, que ficou sabendo dos fatos pela imprensa e não se envolve com os negócios da família. A piloto ressaltou que está focada na saúde dela e do bebê. Patrocinadora da piloto há anos, a Ipiranga, se pronunciou, informando que suspendeu o contrato temporariamente, até que os fatos sejam esclarecidos.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Close