Habituados a projeções com ilustrações de futuros modelos da indústria automotiva europeia, os nossos colegas jornalistas do portal russo Kolesa, olharam recentemente para o case do futuro Peugeot 308. Com a ajuda dos primeiros protótipos, já flagrados pelas lentes de paparazis automotivos, publicaram a sua versão da terceira geração prevista para o próximo ano.

Agora que os primeiros protótipos do futuro 308 estão na estrada, os ilustradores se divertem decifrando as linhas da terceira geração do compacto francês. Os russos do Kolesa, que aliás são bastante hábeis no exercício, não perderam a oportunidade de apresentar a sua versão deste próximo 308 e permitem ter uma ideia melhor do que será o 308. Os principais ingredientes do 308 3ª geração estão lá, começando pelas presas incorporadas no pára-choque, mas as luzes e a grade devem seguir o caminho dos novos 208, 2008 e 3008 com menos faróis horizontais e uma grade ligeiramente maior.

Na parte traseira, a ilustração dos russos parece mais próxima da realidade, com a chegada de uma tira para conectar as luzes parece bastante provável exigindo a substituição da placa na parte inferior do pára-choque. Além disso, outra mudança é esperada na identidade do futuro 308: a do logotipo. Os protótipos camuflados ainda não deram a entender, mas uma imagem roubada do interior mostrou que novos gráficos foram inscritos no volante e se parecerá muito com o que foi inaugurado no conceito e-Legend.

Esperado para o próximo ano, o futuro 308 também chegará com um pacote técnico revisado. Com efeito, vai levar a evolução mais recente da plataforma EMP2, permitindo para além da incorporação de novos sistemas auxiliares de condução, além da inauguração de uma versão híbrida plug-in. Além do tradicional 1.2 PureTech e 1.5 BlueHDi, devemos esperar um “plug-in” de 225 hp. Não será difícil esse novo modelo da Peugeot aterrisar por aqui, já que o novo 308 será produzido na nova plataforma EMP2. Aqui no Brasil na linha de montagem da montadora em Porto Real (RJ) está instalada a mesma plataforma EMP, onde pequenos ajustes podem se transformar em EMP2.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Close