Na manhã desta terça-feira (19/01), em coletiva na França, transmitida ao vivo para o Brasil através de uma Live, nasceu a nova empresa automobilística Stellantis que agrupa as empresas francesas PSA (Peugeot Citroën) e a italiana FCA (Fiat Chrysler). Segundo o português Carlos Tavares, CEO da nova empresa sediada na cidade de Amsterdã, na Holanda, e o chairman John Elkann (foto), “a Stellantis focará seus negócios em excelência de qualidade e escala, assim teremos bons produtos com melhores tecnologia e preços menores”. A Stellantis inicia seus trabalhos de forma robusta, com um aporte de 12 bilhões de Euros no final deste ano, mas a nova empresa espera chegar ao valor de € 25 bilhões.

A Stellantis já tem uma presença bem estabelecida em três regiões – Europa, América do Norte e América Latina – além de um potencial significativo a ser explorado em mercados importantes como China, África, Oriente Médio, Oceania e Índia. Com operações industriais em mais de 30 países, a empresa tem a capacidade de atender e superar com eficiência as expectativas dos consumidores e entregar veículos e serviços de qualidade incomparável em mais de 130 mercados.

O portfólio da Stellantis é singularmente adequado para oferecer soluções distintas e sustentáveis ​​de mobilidade para atender às crescentes necessidades de seus clientes, uma vez que adotam eletrificação, conectividade, direção autônoma e propriedade compartilhada. Como o mercado eletrificado continua a crescer, a Stellantis está bem posicionada hoje com 29 modelos eletrificados disponíveis e planeja introduzir dez veículos adicionais até o final deste ano.

A Stellantis começa com uma posição de força considerável, com margens operacionais robustas refletindo as posições de liderança da empresa na América do Norte, Europa e América Latina. A empresa espera alavancar seu tamanho e economias de escala para viabilizar o investimento em soluções de mobilidade inovadoras para seus clientes, visando sinergias anuais de mais de € 5 bilhões em condições estáveis.

Durante a coletiva, Carlos Tavares respondendo a uma pergunta de um jornalista francês foi enfatico. O jornalista perguntou: “Com relação a Fiat prevejo problemas já que seus modelos são antigos e velhos e emitindo muito carbono na atmosfera? Tavares respondeu: “Como disse antes, a Stellantis vai operar focando na eficiência e modernidade, ex, o novo Opel Corsa passou por essa etapa, hoje é um carro mais, se tornando o modelo mais vendido da Europa”.

Essa resposta abre possibilidade de termos o novo Corsa por aqui, já que é feito na mesma plataforma do novo Peugeot 208, CMP já instalada na planta industrial brasileira da PSA (Peugeot Citroën), em Porto Real (RJ). Por aqui notícias garantem que na nova empresa os modelos FCA (Fiat Chrysler Automobiles) e PSA compartilharam plataforma e motores. Assim poderemos ter modelos Fiat compartilhando a plataforma CMP e os modelos Peugeot e Citroën compartilhando os novos motores Fiat 1.0 e 1.3 três cilindros turbo, produzidos na nova fábrica Fiat em Betim (MG).

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Close