Especialmente adaptado para cumprir as funções de papamóvel, o Toyota Mirai foi um presente oferecido pela Conferência dos Bispos Católicos do Japão (CBCJ).

A “coleção” de automóveis à disposição do Papa Francisco recebeu mais um membro. Assim, depois de ter recebido um exemplar do Dacia Duster, o líder da igreja católica recebeu agora um Toyota Mirai especialmente adaptado para cumprir as funções de Papamóvel.

Este Mirai muito especial é um de apenas dois exemplares feitos pela Toyota e doados à Conferência dos Bispos Católicos do Japão (CBCJ) para assegurar a mobilidade do líder da Igreja Católica numa visita feita ao Japão em novembro do ano passado.

Com 5,1 metros de comprimento e uma altura (incluindo o teto) de 2,7 m, este Toyota Mirai é bem diferente dos restantes, permitindo ao Papa ficar de pé e visível para as pessoas nos seus deslocamentos.

Esta transformação do Mirai em Papamóvel veio juntar aquele que é o primeiro sedã movido a hidrogênio produzido em série a uma longa lista de modelos que tiveram a oportunidade de desempenhar as funções de Papamóvel e nos quais se contam desde o Mercedes-Benz Classe G até o SUV Duster.

Apesar de a segunda geração do Toyota Mirai já ser conhecida, o modelo que o Papa Francisco recebeu pertence ainda à primeira geração, originalmente lançada em 2014.

O Mirai é um veículo elétrico a bateria de combustível (Fuel Cell). O que quer isto dizer? Significa que junta hidrogênio com o ar para produzir eletricidade e o resultado dessa mistura é apenas água limpa que sai pelo escape.

Com dois tanques com uma capacidade total conjunta de 122 litros, o Toyota Mirai pode ser abastecido em cerca de três minutos e conta com uma autonomia de 500 km. Face a tudo isto será capaz de fazer o Sumo Pontífice “esquecer” o seu querido Renault 4L deixada na Argentina?

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Close